25 de fev de 2008

Herdade da Lameira... Alguém conhece?
E que tal?
A J... sugeriu este sítio....
Que acham?

20 de fev de 2008

Vocês deixam-me com água na boca...
Vi aí sugestões tão boas que estou a pensar pôr um mês de férias para ir conhecer esses sítios todos!
Agora a sério, fiquei surpreendido com as vossas sugestões, sempre pensei que me dissessem sítios fora do país, mas não! Lembraram-se de sítios lindíssimos cá dentro! Para aquele anúncio do Vá para fora cá dentro!
Infelizmente eu sou daqueles que ainda pensam que férias só fora do país... Mas isto não é por uma questão de ignorância ou de arrogância! É que dado a minha profissão, eu tenho o telemóvel quase 24h por dia ligado (então a J... nem se fala), se estivermos de férias no país, estão sempre a chatear-nos, mais a ela do que a mim, e muitas vezes temos de interromper as férias porque aconteceu qualquer coisa que exige a nossa atenção!
Então como escapatória vamos para o estrangeiro, eu nunca activo o roaming, a J... não consegue fazer o mesmo, mas pelo menos as chamadas acabam mal ela diga: Não posso fazer nada, estou de férias fora do país!
Como gosto de a ouvir dizer isso!
É claro que quando chegamos de férias fico 3 a 4 dias sem a ver... Enfim... Mas pelo menos foi só minha durante aqueles dias!
Continuo à espera de sugestões...
A propósito falaram-me dos Açores... (É uma ilha e como tal ela não pode vir a nado trabalhar! Certo?) Que acham?

12 de fev de 2008

Lembrei-me de aqui vir e pedir a vossa contribuição para a viagem que quero fazer com a minha mais que tudo...
Epá! Não se vão embora! Não estou a pedir dinheiro!!!
Eu só queria que me dessem ideias!
Normalmente chateio a Gata Verde, mas desta vez e dado que estou a recuperar-me de uns dias de lamechice pegada (coisa que não abona um gajo macho como eu, mas enfim...), lembrei-me de pedir ajuda...
Provavelmente conhecem sítios porreiros que são bons para mandar umas boas quecas de recauchutagem de uma relação. Por isso deixem de ser egoístas e partilhem a informação!
Só têm que respeitar três condições:
1- Não ser muito longe, porque antes do verão só podemos ausentar-nos por 4 dias;
2- Não ser muito caro (são só 4 dias e a minha relação não está assim tão mal!!!);
3- Ser um sítio para onde possamos levar o nosso rebento.
Estou a arder de curiosidade, para saber o que me vão dizer!!!!
Ah! Outra coisa! Vejam lá se se despacham, porque gostava de ir em Março!

8 de fev de 2008

Grrrrrr......

Isto só para mim!
Em 2005 comprámos um apartamento, e como toda a gente pedimos um empréstimo ao Banco. Na altura fiz questão de fazer simulações em 5 bancos diferentes, na tentativa de encontrar um que me explorasse menos.
Acabámos por nos decidir pelo Totta...
Fizeram-nos um spread de 0.6, exigiram que tivessemos domiciliações de pelo menos 2 entidades, PPR e cartão de crédito. Como a minha Maria é mais velha que eu, decidimos fazer o PPR em nome dela. O funcionário do banco disse que podia ser em nome dum qualquer, porque apesar de eu ser o 1º titular ela também constava na conta e no empréstimo. Quanto ao cartão de crédito bastava que fizessemos uma compra por ano para que cumprissemos as exigências do banco.
Tudo correu bem até Novembro do ano passado. Nessa altura, vi que o BPI aceitava o meu empréstimo, sem qualquer custo de transferência e ainda me fazia um spread de 0.25%. Apenas exigiam que a mensalidade do PPR fosse maior.
Fui falar com os fulanos do Totta e perguntei o que era preciso fazer, porque queria mudar o empréstimo para outro banco.
O fulano que me atendeu, perguntou-me porque queria mudar e quando lhe expliquei a razão, disse-me que ía falar com o director de balcão porque achava que conseguia cubrir a proposta que tinha, evitando assim a minha saída do banco.
Tudo bem, pensei eu, e fiquei a aguardar por notícias.
Uns dias depois telefonam-me do banco e pedem-me para lá ir. Lá fui eu ouvir o que tinham para me dizer. Chegado lá informam-me que não conseguiam fazer 0.25 de spread, mas faziam 0.29%, as outras condições mantiam-se como estavam inicialmente.
Como não tinhamos de aumentar a mensalidade do PPR, e apesar de no BPI o spread ser 0.04% mais baixo, decidimos ficar à mesma no Totta.
Entretanto tratámos logo de preencher os papéis e de assinar o que era necessário, quer para a revisão do spread (que iam fazer sem qualquer custo adicional), quer para fazermos um abatimento de 5000€ no empréstimo.
Tudo bem... Ficou tudo preenchido e assinado.
Acontece que apesar de termos renegociado o spread, não demos conta de nada na prestação, porque o aumento dos juros era de tal maneira que a prestação continuava a aumentar.
No entanto esperávamos que em Janeiro (quando entrasse a entrega voluntária de capital em dívida) dessemos conta de uma redução significativa.
Ya... Pois... Devia não devia?
Mas em Janeiro o Totta não foi buscar os 5000€ que devia... Porquê? Porque se esqueceram!!!!!!
Isso mesmo! Pura e simplesmente esqueceram-se...
Fui lá perguntar o que se passava e fui informado de que tinha havido um engano e que em vez de irem buscar em Janeiro iam em Fevereiro. A minha preocupação tinha haver com a penalização por ser feito um abatimento fora da revisão da taxa de juro, o funcionário garantiu-me que não haveria problema porque o erro tinha sido do banco.
O mês de Fevereiro chegou e com ele a minha vontade de entrar pelo Totta adentro e matar uns quantos gajos!!!
Então não é que os ca**** para além de irem buscar os 5000€, levaram também a penalização e aumentaram-me ainda a prestação em 108,50€???!!!!!
Fiquei possesso e fui imediatamebnte falar com o meu gerente de conta, que me ia dizendo para eu ter calma que ia ver o que se tinha passado. Isto enquanto eu dizia que eram todos uma cambada de chupistas, e que só assim se justificava os milhões de euros de lucro que tinham anualmente!
Entretanto, o fulano vai dizendo que já estava a accionar o estorno da penalização que me tinham cobrado e que seria devolvida dentro de dias...
Menos mal, disse eu, e quanto ao aumento da prestação?
Ele disse-me que só podia ser engano... Pediu-me para esperar mais um pouco enquanto averiguava a situação.
Às páginas tantas, aparece-me ele branco como a cal (convencido certamente que a qualquer momento eu me ia tornar violento) e disse-me que afinal não tinha havido engano nenhum.
O meu spread tinha passado de 0.29% (coisa que durou 1 mês), para 2,5%!
Acreditem ou não eu fiquei a olhar para ele completamente aparvalhado e sem reacção, o meu cérebro tentava processar a informação...
Então ele lá me foi explicando que eu não tinha cumprido com as condições gerais do empréstimo.
Neste momento voltei a mim, e começo a dizer-lhe (confesso que muito exaltado): Não cumpro como? Então temos um PPR, temos a porcaria do cartão de crédito e as domiciliações, não cumpro as condições como????
O funcionário do Totta olha para mim e diz: Ah, mas não tem um PPR em seu nome.
Ao que eu respondo que não, porque ele me tinha dito que bastava em nome da minha mulher.
E ele diz: mas isso era antes, agora com o novo contrato tem que ser o 1º titular a ter o PPR.
Mais uma vez o meu cérebro ficou a processar a informação que ele me estava a dar.
E ele aproveitando os meus momentos de estupefação, continuou: e também não cumpriu com o uso do cartão de crédito.
Como? digo eu.
Pois, deveria usar pelo menos 100€ por mês do cartão de crédito.
Bem aí é que a porta torceu o rabo...
Levantei-me, pus as mãos em cima da secretária dele e cheguei o meu corpo para a frente, de forma a ficar sobre o maldito funcionário do banco que me estava a roubar à descarada!
Neste preparo digo: O Sr. está a gozar comigo? Primeiro diz-me que o PPR em nome da J... basta para cumprir com uma das exigências do empréstimo, agora diz que tem de ser um em meu nome também?
Depois diz que bastava fazer uma compra por ano com o cartão para que cumprisse com o que vocês querem, e agora vem-me com a treta de 100€ por mês? Mas que porcaria é esta?
O Fulano informa-me, então, de que quando renegociei o spread aceitei tacitamente que fossem aplicadas novas condições ao meu crédito à habitação, condições essas que beneficiam o banco e não a mim, como é óbvio!
Já à beira de um ataque de nervos, perguntei-lhe porque não me tinham informado disso, ao que ele respondeu que quando assinei a alteração do spread, assinei também o meu consentimento para que as novas regras fossem aplicadas!
O problema é que não li as 5 folhas que me deram... Li a 1ª, que era a de alteração do spread e como o fulano me disse que tudo se mantinha igual eu não li mais nada e tanto eu como a J... assinámos no fim...
Completamente fora de mim, disse ao gajo que tanto o Totta como ele eram uns vigaristas, porque ele tinha a obrigação legal de me ter informado sobre as novas condições, coisa que não fez. Disse-lhe ainda que tinha confiado nele, porque para além de trabalhar com ele naquele banco há 3 anos ele era também o meu gerente de conta! Merecia mais respeito e mais consideração.
Entretanto, já se tinha juntado uns quantos clientes que acenavam com a cabeça sempre que eu falava, como se percebessem exactamente o que eu estava a passar...
Resultado o meu spread está actualmente a 2,5%...
Para o passar novamente para 0.29, tenho de usar o cartão de crédito em 1200€ ao ano, 100€/mês e fazer uma PPR em meu nome...
Estes anormais fazem o que querem com o meu dinheiro...
Mas porque é que não me sai uns trocos no euromilhões?!

1 de fev de 2008

Olá...
Hoje só cá vim para desabafar...
Por incrível que pareça os meus amigos de carne e osso não iam entender isto e diriam imediatamente que o problema sou eu...
Quem me conhece e à minha cara metade, tem como opinião sermos um casal em eterna lua de mel... Acham que temos um casamento que nunca vai acabar...
Hoje venho aqui, sob a capa do anonimato, e venho desabafar,porque às vezes não tenho bem a certeza de que seja assim...
Sinto-me sozinho... Gosto imenso dela, ela faz-me imensa falta...
Devido ao trabalho que tem (eng. civil) passa muito tempo fora de casa, e quando tem obras fora, dorme por lá também...
Sinto-me só... Tenho saudades dela...
Sinto falta de lhe tocar...
Sinto falta de estar enroladinho no sofá com ela...
Sinto falta de a beijar...
Sinto falta de a ver brincar com o nosso pequenito...
Sinto o meu coração apertadinho...
Quem me dera ganhar muito dinheiro para a poder manter juntinho a mim, todos os dias, todos os minutos, todos os segundos...
O maior defeito dela? Trabalhar demais...
Desculpem o desabafo...