28 de ago de 2007

Polícia!

Hoje o dia não podia estar a correr melhor!
Aqui estou eu no meu cantinho a tentar honrar o meu bom nome, o mesmo é dizer: aqui estou eu a não fazer nenhum... Quando o meu telefone toca.
Olho para o visor e vejo chamada privada, atender?
Ponho-me a pensar... Se as pessoas ligam com números não identificados é porque não querem que se saiba quem são, certo? Então para quê atender? Assim, estrago-lhes a coisa porque fico a saber quem são!
Lá me decidi a atender... Nunca se sabe, pode ser alguém a dar-me a chave do euromilhões anonimamente!
- Estou?...
Do outro lado estava uma vizinha minha. O que me leva a pensar que mesmo que a chamada fosse identificada em continuaria sem saber quem era!
- Então o que se passa? pergunto eu, estranhando que a velha que mora em frente me estivesse a ligar...
- Estão aqui à sua porta dois agentes da PSP...
Olha o raio da velha, não me liga a dizer que está lá a Angelina Jolie acompanhada pelo seu Brad Pit! Nãaao! Liga para dizer que tenho dois polícias à porta de casa!
- E então? pergunto eu naquele tom neutral, tentando demonstrar que não tenho nada a recear... O que é certo é que no momento em que ela me disse dos agentes senti-me mirrar! Começou a doer-me a barriga e o cérebro recusava-se a pensar!
- Ah! Vou passar a chamada ao Sr. Agente.
E pronto lá ia eu falar com o PSP que estava à minha porta! Engulo em seco e digo: Sim?
- É propriétário de um veículo de marca opel?
- Sou... (cada vez me encolhia mais no assento, quem olhasse para mim já só via os olhitos acima da mesa...)
O meu cérebro funcionava, agora, a mil! Tentava lembrar-me de alguma coisa que tivesse feito... Multa? Nã... Fuga à polícia? Nã... Fuga aos impostos? Bem, recuso-me responder a esta!
Continua o Polícia: O seu veículo tem a matrícula 00-00-XX?
- Tem... (reuno o restinho de coragem que teimava em querer fugir e pergunto) O que se passa?
- O veículo está na sua posse?
- Está, mas...
- Onde está?
- Bem deixei-o estacionado mesmo atrás do Café XXX. (aqui o meu cérbro fez um clique) Afinal o que se passa? Roubaram-me o carro? Rebocaram-no?
- Onde é que está neste momento?
Lá expliquei ao agente que estava dignamente a não fazer nenhum no meu local de trabalho.
- Não saia daí que vamos já aí ter.
E desliga o telefone!
Esqueci-me de dizer que de minha casa ao local onde trabalho são 15 Km, por isso estive uns infindáveis 20 minutos à espera que os cromos chegassem! Com o agravamento que eram 13h quando eles me ligaram e o resto do cérebro que ainda funcionava estava farto de me dizer que tinha fome!
Lá chegaram os fulanos, com a aquela cara de quem sabe mais do que têm intenção de dizer.
Perguntaram-me pelo carro e lá fomos nós (eu no meio e um PSP de cada lado, pois vá se lá saber se eu não sou da Al Quaeda!) até ao meu carro. Pelo caminho, uns longos 100 metros, foi aparecendo gente que me conhece e que se ia juntando na rua a observar o panorama...
Imagino os comentários: Eu sempre disse que não era boa rés! Nunca me engano! E por aí fora...
Chegados ao carro pediram-me para ver os documentos. Depois perguntaram-me onde tinha estado o carro ontem ao fim do dia.
Eu ia balbuciando que tinha estado todo o dia a trabalhar (não iria impressionar muito se contasse ao gajo que não faço nada o dia todo!), e que por isso o carro tinha estado parado ali, naquele mesmo sítio.
Coisa que foi imediatamente confirmada pelos mirones que ali estavam!
Finalmente, lá se decidiram a contar o que se passava...
Ontem ao fim do dia em Sintra assaltaram um local qualquer e houve uma testemunha que disse ter visto um carro a fugir do local com a matrícula 00-00-XX!
A minha matrícula!
Ora como não possuo um Kit (o carro do justiceiro para quem já não se lembrar), não podia ter sido eu ou o meu carrinho!
Já viram esta? É que é preciso azar!
Hoje estou um bocado aparvalhado...
Estava sentado numa esplanada, quando sou abordado por uma Sra. que já conheço vai fazer uns 15 anos...
Diz algo do género: " Lembras-te da Andreia?"
Eu disse que sim, até porque ela tem uma história de vida particular e não é fácil esquecermo-nos dela...
Então a Sra. diz: "Olha foi a enterrar hoje..."
Fiquei a olhar para ela sem saber bem o que dizer, então a Sra. contou-me o que eu ainda não sabia acerca da Andreia... O porquê de ter morrido...
A Andreia é , era, uma personagem da minha adolescência, frequentámos os mesmos lugares, conhecíamos as mesmas pessoas, não eramos amigos, mas davamo-nos bem.
Eu era um ano mais velho que ela, e como morávamos perto conhecia a sua família.
A mãe era mãe solteira, o pai nunca o vi. Viviam as duas com a avó materna... Ali mesmo ao lado da igreja e pertissímo da escola primária.
Por volta dos 16/17 anos a Andreia perdeu a mãe... Veio a morrer de cancro...
Desconheço os pormenores... Também nunca quis saber...
Continuava a dizer-lhe olá e a perguntar se estava tudo bem... Foi assim durante os 12/13 anos seguintes...
Quando a mãe da Andreia morreu, a Andreia foi "acolhida" por uma Sra. de etnia cigana, também ela morava ali perto e conhecia a Andreia desde sempre...
Foi, talvez, este facto que nos afastou... Confesso que tenho algum receio de ciganos...
A Andreia integrou-se muito bem nesta "nova família", vestia-se como eles, conduzia a carrinha que eles levavam para as feiras, bem, quem não soubesse não diria que a Andreia não era cigana...
A última vez que a vi, cumprimentei-a com a cabeça, de longe. Nesse dia notei que ela trazia um lenço na cabeça, achei estranho, mas não demasiadamente estranho... Entendem?
Hoje sei que a Andreia lutou contra um cancro da mamã, que passou para os pulmões e por fim para a garganta...
Hoje sei que ela lutou, apesar de ter sofrido...
Hoje sei que sempre que lhe perguntavam como estava, ela respondia que estava bem...
Hoje sei que não a conhecia... E tenho pena...
Não posso alterar nada... Eu sei...
Apenas posso lamentar a minha inércia... A minha indiferença...
Sinto-me triste e tenho pena que tenhas morrido...
Por isso, Andreia, resolvi fazer este post para não te esquecer...
Andreia, isto é para ti...
Espero que estejas num sítio melhor...

27 de ago de 2007

Estive no Blog do amigo Rafeiro Perfumado e vi que o último post dele é sobre a honestidade nos restaurantes (vão lá espreitar, vão ver que vale a pena!), fiz um comentário onde contei uma história que me tinha acontecido a mim. Por ironia do destino apareceu a famosa pág. "Não é possível...", e assim não consegui publicar o dito comentário. Como ele era extenso não tive vontade de o reescrever. No entanto, enquanto o escrevia ia sorrindo com essa recordação.
Foi por isso que me decidi a partilhar um momento de esperteza saloia aqui deste vosso humilde desocupado!
Então aqui vai...
Há uns anos valentes, fui almoçar a um restaurante em Lisboa. Já não me lembro que prato pedi, mas devia ter sido um daqueles do dia, porque tinha um bife e batatas fritas.
Estava eu já com a baba a escorregar pela boca, quando chega o tão desejado pratinho de comida.
Nem hesitei, atirei-me a ele com toda a dignidade de que uma pessoa é capaz nestas alturas em que está esfomeada!
Mas o melhor estava para vir!
Eu bem tentava cortar o bifinho, mas qual quê! A porcaria da faca nem manteiga no verão cortava!
Sem outro remédio, e contentando-me em depenicar as batatas fritas fiz sinal ao empregado e pedi-lhe outra faca.
Lá veio o Sr. (passado uns longos 5 minutos) com uma nova faquita.
Lá voltei eu a sorrir para o bife e a pensar: Ai danado agora é que te vou afinfar o dente!
Isso era o que eu queria, mas a merd... da faca tinha outra intenção! Então não é que também esta faca não cortava?!
O meu companheiro de almoço ia comendo refastelado da vida e eu para ali a aguar!!!
Novamente fiz sinal ao empregado e pedi-lhe nova faca, fazendo questão de lhe pedir uma que tivesse uma serrilha em condições, porque as que ele me tinha trazido não cortavam o bife.
Desta vez o Sr. foi mais rápido e logo tive outra faca.
Mas que desespero, o meu azar já era o cúmulo! A merda da faca também não cortava!
Fodi... da vida (e cheio de fome), chamei o empregado e fiz um discurso sobre a falta de respeito que aquele restaurante demonstrava pelos seus clientes! Afinal tinham facas para quê? Não era suposto que elas cortassem?
O empregado, um Sr. já de alguma idade e com uma paciência de Jó, vira-se para mim calmamente e diz: Sabe, era capaz de ajudar se virasse a serrilha da faca para baixo..."
Bem, fiquei para morrer... Ao fim de 4, sim leram bem, 4 facas e muita figura de urso descobri que afinal as facas não cortavam, porque eu as estava a usar ao contrário!!!
Daah!

16 de ago de 2007

Para os bacanos das motas!

Para os bacanos das motas, entre os quais me incluío, fica aqui uma dica:
JÁ ARRANCOU A CONCENTRAÇÃO MOTARD EM GÓIS!
É a XIV edição desta concentração começa hoje e termina no Domingo.
Sábado à noite o concerto é dos Xutos e Pontapés, imperdível. UHF, Bunny Ranch, Íris, Stone e Quem é o Bob são outras bandas que vão marcar presença nestes 4 dias!
Vai ser só curtir! Ver motas bacanas, todas artilhadas, lindas de morrer...
Se forem, vão com calma... Para o ano há mais e dava jeito que ainda estivessem vivos para poderem lá ir!


13 de ago de 2007

Para quem não vai de férias!

Não quero que digam mal de mim!
Ah porque foi de férias!
Ah porque está com menos stress!
Ah porque ri mais!
Ah porque diz mais disparates (eh!eh!)!
Então aqui vai:
Para quem não tem nada para fazer e mesmo assim não vai de férias, aqui ficam umas fotos de Bora Bora!

9 de ago de 2007

Que Azar!

Tenho telemóvel desde os 20 anos, já lá vão 12 anos, mas devo ter uma energia negativa qualquer que nenhum telemóvel que tive durou mais de 2 anos!
É de mim ou isto é comum?
Já não basta a publicidade agressiva que nos faz acreditar que precisamos desesperadamente de um telemóvel novo? Não basta a nossa tendência consumista?
NÃAAO!!! Pelos vistos ainda é necessário que a porra dos telemóveis durem uns quantos meses antes de se desligarem sozinhos... Ou de deixarem de carregar... Ou de o visor ficar em branco e não se ver um carago... Ou são as teclas que já não teclam!...
E não tem nada que ver com marcas! Eu no desespero já experimentei uma série delas, desde a mais prestigiada à mais ranhosa...
Acontece sempre o mesmo, ao fim de três ou quatro meses começam a ir para o arranjo com uma macacoa qualquer!
Agora a minha operadora inventou uma muita fixe: o telemóvel está na garantia? Sim... Quando o comprou é porque precisava dele? É óbvio... Precisa que lhe emprestemos um enquanto este telemóvel, que até está na garantia, vai para arranjar? Sim...
Não há qualquer problema, nós alugamos-lhe um!
O QUÊ?!
Então a m.... do telemóvel avaria-se e as opções são: alugas um ou ficas a ver navios????!!!!
Fantástico! Cada vez estamos melhor...
Eu que até sou do tempo em que as 2ª vias dos cartões eram à borla... Custa-me habituar a esta nova fase do queres? Então paga!
Sou só eu?

8 de ago de 2007

Deus é Homem?

Como é suposto nas férias: estou para aqui sem fazer nenhum! Por isso lembrei-me de vir aqui responder à pergunta mais velha do mundo:
Será que Deus é Homem ou Mulher?
Neste lugar paradisíaco descobri a resposta ora vejam:

Acham que se Deus fosse gaja dava-se ao trabalho de publicitar estas coisas fálicas?!!
Como se isso não bastasse ainda há para aí umas coisas de aspecto duvidoso e que não deviam estar na natureza, mas sim numa sexshop!!

Por favor!