28 de ago de 2007

Hoje estou um bocado aparvalhado...
Estava sentado numa esplanada, quando sou abordado por uma Sra. que já conheço vai fazer uns 15 anos...
Diz algo do género: " Lembras-te da Andreia?"
Eu disse que sim, até porque ela tem uma história de vida particular e não é fácil esquecermo-nos dela...
Então a Sra. diz: "Olha foi a enterrar hoje..."
Fiquei a olhar para ela sem saber bem o que dizer, então a Sra. contou-me o que eu ainda não sabia acerca da Andreia... O porquê de ter morrido...
A Andreia é , era, uma personagem da minha adolescência, frequentámos os mesmos lugares, conhecíamos as mesmas pessoas, não eramos amigos, mas davamo-nos bem.
Eu era um ano mais velho que ela, e como morávamos perto conhecia a sua família.
A mãe era mãe solteira, o pai nunca o vi. Viviam as duas com a avó materna... Ali mesmo ao lado da igreja e pertissímo da escola primária.
Por volta dos 16/17 anos a Andreia perdeu a mãe... Veio a morrer de cancro...
Desconheço os pormenores... Também nunca quis saber...
Continuava a dizer-lhe olá e a perguntar se estava tudo bem... Foi assim durante os 12/13 anos seguintes...
Quando a mãe da Andreia morreu, a Andreia foi "acolhida" por uma Sra. de etnia cigana, também ela morava ali perto e conhecia a Andreia desde sempre...
Foi, talvez, este facto que nos afastou... Confesso que tenho algum receio de ciganos...
A Andreia integrou-se muito bem nesta "nova família", vestia-se como eles, conduzia a carrinha que eles levavam para as feiras, bem, quem não soubesse não diria que a Andreia não era cigana...
A última vez que a vi, cumprimentei-a com a cabeça, de longe. Nesse dia notei que ela trazia um lenço na cabeça, achei estranho, mas não demasiadamente estranho... Entendem?
Hoje sei que a Andreia lutou contra um cancro da mamã, que passou para os pulmões e por fim para a garganta...
Hoje sei que ela lutou, apesar de ter sofrido...
Hoje sei que sempre que lhe perguntavam como estava, ela respondia que estava bem...
Hoje sei que não a conhecia... E tenho pena...
Não posso alterar nada... Eu sei...
Apenas posso lamentar a minha inércia... A minha indiferença...
Sinto-me triste e tenho pena que tenhas morrido...
Por isso, Andreia, resolvi fazer este post para não te esquecer...
Andreia, isto é para ti...
Espero que estejas num sítio melhor...

Nenhum comentário: